segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Segundo turno, uma outra eleição


Como eu havia previsto, teremos segundo turno na eleição para presidente, até mesmos os percentuais foram bem próximos do que eu chutei. A onda verde frustrou os planos petistas. Agora é outra guerra, outra campanha, outra eleição.

É sabido pelos que me cercam que não nutro a menor simpatia para com José Serra, mas sei reconhecer que ele é infinitamente superior à sua adversária, em praticamente todos os quesitos.

Cabe também ressaltar, que ao que tudo indica, os fatos que minaram a campanha petista, são coisas que justamente não me afetam em nada, pelo contrário, sou favorável ao debate do casamento homossexual e à descriminalização do aborto. São questões que enxergo que devem ser colocadas em pauta longe de paixões e fundamentalismos irracionais.

Sempre achei que esta seria a eleição mais acirrada dos últimos tempos. E continuo achando isso, com a eleição em primeiro turno - nos dois maiores colégios eleitorais - de tucanos, e se Serra não for traído pelos pares, o jogo tende a ter uma guinada radical. No centro-sul, a tendência é que os PSDBistas cresçam. É claro que não podem cometer os mesmos erros de Alckmin em 2006. Vejo ainda que a estratégia de campanha deva ser revista, pois o candidato da oposição se perdeu escandalosamente no discurso neste pleito, foi no mínimo populista e demagogo, para não dizer, hipócrita.

O eleitor brasileiro não liga muito para ideologia, não em sua maioria, porém, ainda é bastante conservador em suas análises. Em meu estado, MS, a rejeição ao candidato petista - o ex-governador Zeca do PT - é tamanha, que muitos detestam o atual chefe do executivo, mas não arriscaram anular o voto; uma das eleitoras que fizeram isso foi a senhora que estava à minha frente na fila de votação. Eu, como já havia alardeado aos quatro cantos, anulei.

A onda verde agora será “azul e verde”, numa mistura das cores adotadas informalmente pelas campanhas do PV e PSDB. Dilma continua sendo favorita, possui a máquina do Estado a seu favor e uma infinidade de militontos dispostos a vender a alma em sua defesa. Mas a batalha será campal e extremamente difícil, arrisco dizer que não há nada definido.

Logo pela manhã já ouvi comentários de companheiros de trabalho que, apesar de terem anulado no primeiro turno, reverão suas posições, tudo para não deixar “essa mulher” – palavras eles – adentrar ao poder. Veremos! Eu, por princípios, tendo anular, mas quem sabe posso rever meus conceitos visando evitar um “mal maior”.

Até o dia 31 de outubro, nos vemos nas urnas!

Ps. 31 de outubro é o dia das bruxas, muito cuidado.

2 comentários:

magpink disse...

é , se a mãe de Chuck ganha, voltamos à ditadura...

Yuri Miranda disse...

Big Dog, nao faça isso!!
vc anulando seu foto, esta ajudando a candidata do PT pois é um voto a menos para seu adversário!!
como vc bem frisou, Serra é infinitamente melhor que ela, dessa forma, dia 31 é 45 e confirme.
gd abraço brother

Yuri Miranda